EBITDA, o que é e como calcular?

Tempo de leitura: 5 minutos

Se você quer investir na Bolsa de Valores precisa saber o que é EBITDA e como calcular esse indicador para descobrir quais empresas são mais rentáveis.

Isso porque investir na Bolsa não é como jogar na loteria. Ainda que reveses e perdas possam mesmo acontecer, é possível fundamentar as escolhas na hora de investir na Bolsa de Valores e uma das formas de fazer isso é calculando o EBITDA.

Continue a leitura para saber mais!

O que é o EBITDA?

Com origem no inglês, a sigla EBITDA significa Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization. Algo que pode ser traduzido como Lucro antes do Juros, Impostos sobre os Lucros, Depreciação e Amortização; o que dá origem à sigla LAJIDA.

Independentemente do idioma, o EBITDA revela a capacidade de uma empresa em gerar caixa, ou seja, em fazer dinheiro. Nisso, porém, não se consideram as despesas financeiras, como investimentos, empréstimos e impostos.

Com isso, o EBITDA é um indicador que permite que você avalie a capacidade financeira de uma empresa para fundamentar suas escolhas na hora de investir na Bolsa de Valores.

Qual é a diferença entre lucro líquido e EBITDA

Se você entende um pouco mais de gestão de empresas ou tem algum conhecimento prévio sobre finanças corporativas pode estar se perguntando qual é a diferença entre lucro líquido e EBITDA. Vamos a ela!

O lucro líquido é o rendimento real de uma empresa e, por isso, é possível pensar nele como um indicador válido para suas decisões como investidora. A questão é que o cálculo desse lucro envolve a dedução de todas as despesas administrativas, financeiras, de produção e etc.

Ainda, esse é um resultado contábil que não demonstra a capacidade da empresa em gerar caixa.

Com isso, o lucro líquido pode levar a uma compreensão equivocada sobre a realidade financeira da empresa, diferente do EBITDA que não considera custos não atrelados à atividade principal do negócio.

O EBITDA é um indicador confiável?

Agora que você já sabe o que é o EBITDA, pensando nos investimentos que estuda fazer, suponho que esteja cruzando os dedos para que eu te diga que esse indicador é confiável e pode pautar todas suas decisões.

Então, o que tenho a dizer é que o EBITDA é confiável para indicar a capacidade de uma empresa em gerar caixa, mas isso é tudo. Uma organização pode conseguir fazer muito dinheiro, mas ter dívidas altas, por exemplo.

Em outras palavras, o EBITDA revela se uma empresa tem condições de ser rentável, mas não funciona como um raio X de sua saúde financeira. Por isso, faço o alerta para que você não tenha esse indicador como o único fator a considerar para as suas decisões.

Com isso, não entenda que o EBITDA não serve para nada, ok? O indicador não é mencionado em conversas sobre investimentos na Bolsa de Valores por acaso!

Aplicação prática do EBITDA

Para que você entenda melhor para quê serve ou porque considerar o EBITDA em suas decisões, confira as vantagens que o indicador tem:

  • Permite que você identifique a eficiência de uma empresa empresa;
  • Foca a análise na capacidade que a empresa tem em gerar caixa;
  • Permite que você veja a evolução da geração de caixa dessa empresa;
  • Possibilita que você compare a capacidade financeira de empresas de diferentes setores;
  • É um indicador universal e, por isso, permite que você compare empresas de diferentes países.

Ainda, a aplicação prática do EBITDA está relacionada com a análise que pode ser feita a partir do valor obtido por meio do cálculo cuja fórmula é:

EBITDA = Lucro operacional líquido + Depreciações + Amortizações

Vamos a alguns fatores que você deve considerar em relação ao EBITDA para usar o indicador em suas decisões:

  • Um EBITDA positivo é um sinal provável de que o resultado do indicador é bom, ou seja, favorável ao investimento. Mas isso não é tudo;
  • Com o valor em mãos, é interessante compará-lo com o EBITDA de outras empresas do mesmo setor para saber se aquela do seu interesse está correspondendo ao potencial de geração de caixa esperado;
  • Seguindo a fórmula, também se pode comparar o EBITDA atual da empresa com o valor correspondente aos anos anteriores e avaliar se há aumento ou redução dos números.

Isso porque, ainda que positivo, o EBITDA atual pode ser o pior dos últimos tempos, indicando que algo não vai tão bem.

Entenda, portanto, que na prática o EBITDA não vai te dar uma resposta pronta, mas insumos para que você analise a realidade de uma empresa e opte ou não por comprar suas ações.

Resumo EBITDA

Investir na Bolsa de Valores não precisa e não deve ser encarado como dar um tiro no escuro. Esse investimento pode ser feito de forma inteligente e estratégica por meio do estudo e de análises que ajudem você a fundamentar sua decisão.

Ainda que você esteja dispostas a assumir algum risco, duvido que esteja querendo perder dinheiro! Assim, sugiro que considere o EBITDA como um dos fatores de análise para aumentar suas chances de garantir boa rentabilidade em seus investimentos.

Se você gostou deste post, pode se interessar também por O que são ETFs?, outro conteúdo que vai te ajudar a investir melhor na Bolsa de Valores. Confira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *