Como escolher os melhores Fundos Imobiliários para 2021

Tempo de leitura: 4 minutos

Vai investir? Você já deve ter ouvido ou lido por aí que Fundos de Investimento Imobiliário (FII) podem ser uma boa opção, mas precisa aprender a fazer boas escolhas.

Neste post, vou te contar o que você precisa saber para escolher os melhores Fundos Imobiliários para aplicar seu dinheiro. Ainda, vou te passar uma listinha daqueles que são promissores para 2021. Confira!

O que são Fundos Imobiliários

O Fundo de Investimento é uma aplicação financeira em que várias pessoas se reúnem para comprar cotas de um ativo e obter algum retorno a partir disso. Quando falamos de FII, o ativo em questão é um imóvel ou um título atrelado a um imóvel.

Assim, quem busca Fundos Imobiliários tem o desejo de investir no mercado de imóveis. Algo que engloba três possibilidades:

  • Fundos de tijolo: são imóveis físicos como como shoppings e galpões logísticos;
  • Fundos de papel: são papéis de renda fixa ligadas ao setor imobiliário. É o caso do CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários) ou da LCI (Letras de Crédito Imobiliário);
  • Fundos híbridos: são aqueles que englobam diferente tipos de ativo, podendo contar com imóveis físicos, empreendimentos em construção, cotas e títulos.

Seja como for, quando você investe em um Fundo Imobiliário, pode fazer dinheiro de duas formas:

  • A partir da valorização da cota que, eventualmente, você pode vender para obter um retorno financeiro;
  • Pelos rendimentos obtidos pelo administrador do fundo em questão.

Como escolher os melhores FII

Como é de praxe no mundo dos investimentos, não existe receita de bolo para definir quais são os melhores FIIs.

Entretanto, existem questões que você pode considerar e vou pontuá-las porque, acima de tudo, quero que você tenha autonomia para fazer suas análises e tomar suas decisões.

Dica um: evite “fundos mono”

Fundos mono são aqueles que são compostos por apenas um ativo ou que têm apenas um inquilino.

Apostar todo seu dinheiro em um único ativo é mais arriscado, por isso, não é recomendado. Ainda, escolher um fundo que tem apenas um inquilino pode ser promessa de alto retorno, mas o risco também é mais alto.

Dica dois: exclua fundos de baixa liquidez

Alguns Fundos Imobiliários tem liquidez baixa e, no futuro, isso pode se tornar um problema para você.

Em sua avaliação, com base nos objetivos definidos e nas próprias finanças, ao chegar o momento de vender sua cota, se a liquidez do fundo é baixa, você pode enfrentar dificuldades.

Dica três: observe a vacância dos imóveis

A vacância diz respeito à taxa de ocupação do imóvel. Se você investe em um shopping, vai ganhar em cima do aluguel das lojas. Entretanto, se muitas lojas estão vazias, a rentabilidade do fundo pode ser baixa.

Por isso, faça o possível para avaliar a situação de momento e projeções do mercado que podem indicar possíveis impactos para o FII em questão.

Dica quatro: analise P/VP

Um cálculo que precisa ser feito com relação aos Fundos Imobiliários é o Preço da Cota / Valor Patrimonial do fundo. Quanto mais próximo de 1 for o resultado, melhor porque isso indica que o valor que você vai pagar pode ser considerado justo.

Dica cinco: diversifique seus investimentos

Ao investir em Fundos Imobiliários, é importante diversificar. Quanto mais imóveis em endereços diferentes, quanto mais locatários melhor, pois menor é o risco e maiores são as chances de sucesso.

Dica seis: conheça o administrador do fundo

Por fim, lembre-se de que FIIs têm um administrador que, no fim das contas, é o responsável por escolher quais imóveis comprar ou vender, os preços envolvidos e mais.

Com isso, tenha em mente que seu sucesso depende diretamente da qualidade do trabalho e da honestidade do administrador.

Fundos Imobiliários para ficar de olho

Com tudo isso, podemos seguir para a lista dos Fundos Imobiliários que considero que merecem sua atenção para 2021.

Um único adendo que preciso fazer antes é que FIIs são identificados por um conjunto de letras e números. Pode parecer complicado, mas ao se aventurar nesse universo você logo vai entender. Veja:

  • RBRD11;
  • XPCM11;
  • FIIP11B;
  • RBDS11;
  • HCTR11;
  • BBFI11B.

Para montar essa lista, busquei os Fundos Imobiliários com melhor desempenho no momento e existe até um ranking que você pode acessar para acompanhá-los.

Lembre-se, porém, de que sua análise conta e que, para isso, você precisa ir acumulando conhecimento e experiência para aliar as projeções do mercado aos seus objetivos.

Conclusão

É fundamental ter em mente que investir em FII pode levar a bons retornos, mas não se tratam de produtos livres de riscos. Ainda, a pandemia da Covid-19 impactou o mercado de Fundos Imobiliários.

Por isso, é importante que você acompanhe o noticiário, os rankings e os especialistas para entender quais segmentos estão com melhores chances de se valorizar nessa retomada que começou com a flexibilização.

Gostou do post? Me siga no Instagram para mais dicas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *